Partiu Montreal: novembre 2010 lojas que vendem uggs

samedi 27 novembre 2010

Roupas de inverno

Faltando apenas alguns dias para sairmos dos nossos trabalhos aqui no Brasil e entrarmos em uma imerssão de preparativos para a viagem, temos muitas preocupações para encontrarmos soluções.
Quando recebemos os pedidos de exames médicos, decidimos que poderíamos viajar em janeiro. Não tem como esperar o inverno passar para viajar, não tem e ponto. Por isso, precisaremos de cuidados redobrados, pois não é para qualquer um sair de um verão de 40º (ou mais) e ir para um inverno de -30º (ou menos).

Para os senhores terem uma idéia do quanto isso pode ser desastroso, eu nunca vi neve na minha vida. Tá, vamos dizer que já vi um floquinho grudado na janela do avião quando fui para os States no inverno, mas só.

A nossa sorte é que o Danilo já morou na Finlândia e sabe como devemos nos vestir e os costumes de um país frio. Isso tem sido muito bom, por que ele consegue me direcionar quando eu perco a linha pensando absurdos.

Nós não queresmo comprar muita roupa de frio aqui no Brasil, o Rio de Janeiro é realmente uma negação para isso. Tirando umas poucas lojas de roupas especiais para viagens de inverno, não existe nada. Mas sei que temos que levar uma muda de roupa para aguentarmos 1 dia pelo menos, para sairmos no frio justamente para comprarmos roupas novas em Montreal. Conseguimos que um tio do Danilo nos desse algumas roupas que ele e a mulher usaram quando moravam em New York. Isso já vai ser de graaaande ajuda. O Dan também tem uns 2 casacos que ele pensa em me emprestar um para conseguirmos sobreviver o primeiro dia por lá.

O que precisamos, no fim das contas é:

- Ceroulas:

Ou protetores térmicos, isolantes, seja lá como queiram chamar. é a primeira camada para proteção do frio. Existem hoje em dia tecidos muito bem desenvolvidos que impedem que o corpo perda calor e ajudam a não suar caso entre em algum ambiente mais quente. As ceroulas tem duas peças, a de cima, que é mais como uma blusa de manga comprida  e a de baixo, que é como uma legging e pode ser substituida também por uma meia-calça de lã grossa. O importante é que ela seja confortavel, para não ficar apertando e incomodando, e quentinha. Essa nós queremos comprar aqui no Brasil, pelo menos uma para passarmos o primeiro dia.


- Luvas:

No blog Quebequases eles falam sobre os tipos de luvas, bem legal. Para as mãos também vale o aquecimento através de camadas, com uma luvaa mais leve, outras mais pesadinhas por cima e por último uma luva daquelas que deixa os dedinhos unidos (menos o dedão), como na imagem acima, chamada mitaines.

Existem umas também que são duplas, que você pode tirar a parte de cima que ela fica presa na luva mais fina, para ajudar quando você for se movimentar.


- Gorro:


Dizem que perdemos muito calor pela cabeça (e pelos pés), por isso, ela deve estar sempre bem protegida, incluindo as orelhas. Os casacos de inverno, normalmente tem um capuz impermeável e com uns pelinhos na borda que ajudam a segurar os flocos de neve que cairiam no seu rosto. Mas além disso, precisamos de um gorro bem quentinho, que pode ser daqueles que esticam até a orelha.
Se tiver muito frio, pode usar aqueles protetores fofos de orelha, existem até fones de ouvidos que funcionam como protetor de orelha também, é só ligar no ipod.


- Cachecol:

O cachecol precisa ser de lã e bem grandão, assim dá para dar várias voltas pelo pescoço e criar mais camadas. Eu, particularmente, preciso manter minha garganta bem quentinha, senão fico logo gripada.
Outra dica é que, se estiver ventando (coisa muito comum em Montreal), você pode cobrir parte do rosto com o cachecol, então é legal que eles não tenha muitas entranhas por onde o ar possa passar.
O cachecol ainda vai em cima da ceroula e da blusa que você estiver usando e é bom que esta seja de gola rolê, assim, você fica com mais uma camada protegendo o pescoço.


- Meias:

Os pés são outro alvo de perda de calor e mantém contato com o chão, com a neve, então é importantíssimo que eles fiquem bem quentinhos. Normalmente se coloca a ceroula (que vai até o tornozelo) e por cima a meia. O ideal é que a meia seja de lã e que estique até quase o joelho por cima das ceroulas. Se estiver muito frio, é preciso duas meias, uma menor, que vá até o tornozelo só e outra como a que descrevi acima.


- Casacos ou blusas finas:


Esses são relativos. Isso porque depende da temperatura que estiver. Dentro dos ambientes fechados faz em torno de 20º, por isso se você se encher de roupas e não tiver como tirá-las, você vai passar um calor quando entrar em algum ambiente fechado. Normalmente, veste-se a ceroula (ou não, depende do frio), uma blusa mais fina, com uma manga curta ou 3/4, um pulover de lã como o da imagem acima e o casacão. O pulover pode ter uma abertura, como um zíper ou botões, para que você possa retirá-lo e ficar apenas com a blusa normalzinha em ambientes fechados.


- Calças:



Acho que a melhor opção é a calça jeans. Para as mulheres, acho ainda melhor as skinnys, que podem entrar para dentro das botas. Assim elas não molham nem sujam nas bordas e o vento não consegue entrar por baixo e esfriar as pernocas. Existe também o corte de modelagem chamado boot cut
que é um corte especial para que a calça fique por cima da bota, mas eu acho que qualquer espacinho solto entra ventinho e esfria. Hehehehe. E tem o skinny boot, que é um boot cut mais apertado na bainha.
É bom levar em consideração na hora de comprar ou trazer os jeans também que você ainda vai vestir uma ceroula e meias por baixo da calça, então, nem adianta ter aquelas que são meeeega apertadas. Por isso, aconselho também que sejam de jeans stretch, com elastano, para que dêem mais movimento ao corpo sem apertar demais.
A Levi's tem umas calças bem legais que tem preços justos no Canada e agora eles lançaram uma ótima modelagem para as brasileiras, o que eles chamam de Levi's Curve ID. Além da numeração normal de tamanho de calças, você pode escolher entre slight curve (mulheres com o bumbum pequeno), demi curve (mulheres com o bumbum médio) e bold curve (mulheres com o bumbum grande). Achei bem legal essa diferenciação, eu pelo menos sofro muito com pernas finas e bumbum grande. Hahahahaha. No site deles dá para você ver essas modelagens e os cortes que comentei acima.

- Botas:


O importante da bota é que ela mantenha o seu pé quente e SECO. Pois é, a bota deve ser impermeável para que a neve nela não derreta e chegue até as meias. Se você fizer uma pesquisa sobre essas botas, você vai ver que a maioria tem uma grande parte (a que envolve o pé) de borracha, justamente para que a água não entre. O forro também é super importante, tem que ser bem grosso para fortalecer o aquecimento.
Eu conversei com uma menina que mora em Montreal e ela disse que compra uma bota por inverno e que não gasta muito dinheiro com isso, porque o sal colocado nas calçadas para derreter a neve, acabam estragando as solas dos calçados. Ela também disse que tem umas botas para sair a noite (pra night!), normalmente ela usa as Uggs boots, vocês já devem ter visto alguém usando isso (na televisão ou filmes). São aquelas botas australianas de couro meio camurça acho. Eu perguntei a ela como ela fazia porque essas botas não são impermeáveis, ela me disse que tem um spray que você passa nos calçados que não são impermeáveis e que não deixa a água penetrar pelo tecido/couro/camurça. Legal né?
A Lidia, do Brasileira Abaixo de 30º, fez uma vez um post sobre as botas que ela comprou. Ela acabou comprando pela internet, porque não conseguiu encontrar uma bota de inverno boa do número dela (nº40). Fica a dica para as mulheres que tem pés maiores. O site onde ela comprou as botas é esse aqui e dá para ter uma idéia de como as botas devem ser. No caso da bota da Lidia, ela tem um forro que destaca do resto, acho que deve ser para lavar, não sei ao certo. Hehehehe.
O QblogZ também tem um post sobre isso bem legal. Ela diz algo bem importante: no inverno existe uma vaidade mínima. Não pense que você vai usar aquela sua bota de couro de salto, linda que você comprou em Petrópolis, porque NÃO ROLA. Primeiro porque quando neve e a temperatura volta ao positivo e depois vai ao negativo novamente, forma-se nas calçadas uma camada de gelo bizarramente escorregadia! Imagina que lindo tomar um tombão com seu salto lindo? Guarda ele para quando a neve for embora. Ela também indica a marca Cougar e o site SoftMoc para uma pesquisa melhor sobre os calçados.
Como você pode usar 2 ou 3 meias, é melhor comprar uma bota confortável e maior do que o seu número normal aqui do Brasil.


- Casacão:


No caso das mulheres, os casacos tem comprimentos diferentes. Eu acho melhor ter aqueles que vão até o joelho, apesar de serem mais caros, eles cobrem até mais ou menos onde o meião vai e depois tem a bota, então não fica muita parte do corpo exposto.
É importante também que o casaco tenha fechamento em todos os orifícios, com aquelas cordinhas que você puxa e fecha ou velcro, algo assim. Tudo para que o frio não entre.
O tamanho deve dar para você vestir todas aquelas camadas de roupa que falei anteriormente e ainda ficar confortável (dentro do possível).
O casaco deve ter bolsos para guardar as luvas e proteger as mãos e capuz. É bom o capuz ter aqueles pelinhos envolta das bordas para que a neve não caia no rosto e para aquecer melhor a cabeça.
Ele também deve ser impermeável.
Aquela minha amiga que eu disse que mora em Montreal me passou umas dicas também para casacos. Ela disse que o melhor hoje em dia é o Canada Goose, que é feito de penas de ganso. Minha mãe sempre me disse que os cobertores feitos de pena de ganso eram os mais quentes, a gente até tem uns no sítio. Então, realmente, um casaco de penas de ganso deve ser beeem quentinho. O problema do Canada Goose é que ele também é beeeem carinho. Hehehehe. Um casaco desses chega a uns CAD$500! Eeeeita! É complicado para os imigrantes que vão pela primeira vez a um lugar tão frio. Alguns dizem que não precisa disso tudo, que dá para comprar outros casacos que não sejam de marca por uns CAD$100 e outros dizem que as pessoas que não se adaptam ao inverno são exatamente as pessoas que não se vestem direito no inverno. Po, galera, tem que se decidir! Não sei realmente o que fazer e qual comprar. Deve ser difícil também passar o inverno inteiro com apenas um casaco! E comprar dois ou três casacos de CAD$500 realmente não está nos meus planos.
As outras marcas que já li sobre e que sempre me indicam são (em ordem de preço, do mais caro ao mais barato):
- Canada Goose (que eu já falei, vai de uns CAD$400 a CAD$500)
- Kanuk (não sei ao certo quais são os preços, mas sei que é também bem caro, por ser um dos mais famosos)
- The North Face (de CAD$300 a CAD$400)
- Columbia (de CAD$250 a CAD$350)
É claro que existem muito mais marcas que dizem que são mais baratas e com a qualidade justa. Mas isso só dá para saber lá, conferindo tudo olho-no-olho.
O blog Mudança de Hábito (oi, Betildaaa) fez um post muito legal só sobre casacões. E o melhor é que eles jea estão em Montreal, então são informações de quem já viu os preços e qualidade dos casacos pessoalmente. Vale a pena conferir.


Esses dois últimos itens, botas e casacão, são muito importantes e é bom serem comprados no Canadá mesmo, mesmo porque no Brasil nem existe esse tipo de coisa, só muito caro e com qualidade inferior.

É legal conferir as etiquetas e tags de tudo o que você comprar para ver até qual temperatura aquele produto garante que você se mantenha aquecido. Só é legal tomar cuidado para não se empolgar e comprar tudo que aguente até -60º, porque essas roupas vão te fazer passar um calorão toda vez que você entrar em um ônibus, café, restaurantes ou qualquer outro ambiente fechado. Eu acho que o ideal é ter alguns produtos, para temperaturas diferentes. Quando eu aprender melhor sobre isso venho aqui avisar. Hehehe.

No site Ola Quebec, além de muitas dessas informações acima, ainda tem os endereços e reviews das lojas que vendem esse tipo de roupa em Montreal, coisa que só vamos poder oferecer aqui depois que chegarmos lá e comprarmos nossas próprias roupas.

Na verdade todas essas informações são de sites que lemos ou que pessoas nos disseram, tudo isso ainda vai ser confirmado (ou não) e experienciado durante o inverno. Ou seja, não nos leve tão a sério, tire suas próprias conclusões. Medo do frio.


------------------------------------------------
Atualização:


A Pati, do blog Pati e Temps, me lembrou da balaclava. Para quem não sabe é essa touca de cabeça só com o espaço livre para os olhos, tipo de ninja. Na verdade eu nem sabia que se chamava assim, para mim era touquinha de ninja ou de ladrão. Hehehehe.
Eu não tinha colocado ela aqui antes porque não achei que fosse tão necessário.  Mas a Pati já está no Canada e já pegou até -31º, então eu acho que ela entende um pouco mais que eu, uma carioca praiana, né?
Ela disse que, para quem precisa ou quer fazer atividades em ambiente aberto por muito tempo, como caminhar ou tirar a neve da calçada, é uma mão na roda.
Acho que vale pelo menos ter uma no armário para quando quiser fazer uma atividade do tipo.


------------------------------------------------


Mais links sobre o assunto:

http://www.sorel.com/on/demandware.store/Sites-Sorel_INT-Site

http://blog.ola-quebec.ca/carnes,%20farinha%20de%20mandioca,%20creme%20de%20leite/inverno-em-montreal/

http://www.voir.ca/publishing/article.aspx?zone=1&section=25&article=55695

http://qc.yahoo.shoptoit.ca/shop/products--catId_1002054__catCrumbIds_1002065-1002353.html

http://www.brasmontreal.net/forum/viewtopic.php?f=20&t=1329

http://www.softmoc.com/us/systemshow-searchr_G1WOS_D170_H12_P7

http://www.canada-goose.com/products/

http://quebequases.blogspot.com/2009_12_01_archive.html

http://www.brasilquebec.com/component/jmrphpbb/9/1493.html?p=28799 Par 6 commentaires: Envoyer ce message par courrielBlogThis!Partager sur TwitterPartager sur FacebookPartager sur Pinterest Tags: inverno, sobre Montreal, sobre o Canada, sobre o Quebec, viajando

mercredi 24 novembre 2010

Superstição



Viu só? Foi só eu começar a falar aqui no blog que a coisa desandou. Nosso passaporte está há 2 semanas e um dia no Consulado e ainda nada! Enquanto já tivemos notícias de outras pessoas que também enviaram os passaportes no mesmo dia que a gente e receberam os vistos semana passada.

Ligamos hoje para o Consulado e a Maura falou que estão emitindo o bendito e que eles ainda iriam me ligar para saber se vamos buscar os vistos ou se preferimos que eles nos mandem pelo correio e daí, demoraria uma semana ainda para estarmos com eles em mãos.

Gente, minha casa já tá parecendo terreiro de tanta figa, santinho, etc.

E espera mais um pouco... Par 1 commentaire: Envoyer ce message par courrielBlogThis!Partager sur TwitterPartager sur FacebookPartager sur Pinterest

vendredi 19 novembre 2010

Resumo da saga "Exames médicos e passaportes"

Nós temos uma superstição com o nosso processo, sabe, pode parecer bobeira, mas meu pai sempre diz para manter tudo em segredo até que se torne real e finalizado. Acho que assim não atraímos energias de fora, sejam elas positivas ou negativas, e conseguimos resolver tudo sem gerar expectativas de terceiros.

Mas acho que agora podemos contar como tudo se desenrolou nessas últimas semanas. Pois bem, no dia 22 de outubro de 2010, como uma sexta-feira comum nossa, ligamos para o Consulado para encher o saco da Maura e perguntar como andava o nosso processo. Olha, confesso que eu já estava pensando em começar novos cursos, fazer viagens por aqui, planos de quem não conseguiria o visto ainda esse ano. E é estranho como sempre quando você menos espera, as surpresas boas acontecem. Eis que a Maura nos informou naquela sexta que nossos pedidos de exames tinham sido enviados naquele dia. Eu não conseguiria transmitir a vocês o tamanho da nossa felicidade e surpresa, foi o primeiro dia que ligamos sem esperanças, só para manter a consciência limpa e ouvimos a melhor notícia do mundo. Foi ótimo, apesar de ter sido em uma sexta-feira, ficamos contando os milésimos de segundos para a chegadas dos exames, fizemos 300 cálculos de quanto tempo demoraria a correspondência de São Paulo até o Rio. Hehehe, só quem passa por essa situação consegue entender essas loucuras.

Como já tínhamos feito nossos exames médicos há 5 meses (isso mesmo, desde maio!), ficamos preocupados, se teríamos algum problema. Daí, nesses dias de espera, ligamos para o consultório do médico que fizemos os exames, eles entraram em contato com o Consulado e confirmaram que realmente estava tudo certo, sem problemas. Isso pq, antes de fazermos os exames, tínhamos enviado um e-mail para o Consulado perguntando a data de validade deles, já que não fazíamos a menor idéia de quando receberíamos os pedidos e eles nos informaram que a validade do visto era de um ano a partir da data dos exames médicos e pronto.
Mas, quando ficamos sabendo que os pedidos chegariam, achamos melhor conferir tudo isso direitinho.

Os pedidos chegaram na quarta feira da semana seguinte, dia 27 de outubro de 2010, ou seja, para quem está esperando os pedidos no Rio, pode anotar aí que eles demoram 3 dias úteis para chegar. Por pura coincidência, nesse dia o correio chegou mais cedo aqui no prédio e conseguimos ainda levar os pedidos até o consultório do nosso médico para que fossem enviados. No dia 28 de outubro de 2010, na quinta-feira, o consultório enviou nossos exames a Trinidad e Tobago via Fedex. Nós já tínhamos pago tudo em maio, até o envio do Fedex, então eles nos enviaram por e-mail um código de verificação para rastrearmos nossos exames até TT. Nem preciso dizer que ficamos 24h por dia no site do Fedex, ne? Hehehehe.

Depois de uma mega viagem, nossos pedidos chegaram dia 2 de novembro de 2010, em uma terça feira, em TT. Isso quer dizer, anotem mais uma, que nossos exames demoraram 5 dias para chegarem em TT.

Depois de 3 dias dos exames já em TT (ou seja, no dia 5 de novembro), ligamos para o Consulado para sabermos qual seria o próximo passo. Primeiramente, a Maura disse que deveríamos esperar, pois demoraria uns 5 dias (a partir da chegada dos exames em TT) para que o OK de TT chegasse ao Consulado de São Paulo. Mas logo em seguida, ela resolveu checar no sistema o andamento dos nossos processos e até ela se surpreendeu, disse que era íncrivel, mas TT já tinha devolvido o OK e que estava tudo certo para enviarmos os passaportes. Ela nos explicou que deveríamos pagar uma taxa final (mais uma facada), nos deu a quantia certa de acordo com o câmbio do dólar daquele dia e os dados da conta que deveríamos depositar a taxa. Ela nos disse também que demoraria uma semana para a emissão do dito cujo. Desligamos o telefone e já organizamos tudo, enviamos cada passaporte + recibo de taxa dentro de um envelope menor, com os dados do processo escritos do lado de fora de cada envelope e mandamos tudo centro de um envelope maior com o endereço certinho do Consulado e o nosso como remetente. Confesso que fiquei meio tensa nessa parte, saber que nossos passaportes estão voando por aí não é nada agradável. Escolhemos o melhor Sedex para fazer essa entrega, com rastreamento, claro.

Os passaportes chegaram no Consulado dia 9 de novembro, demorou 2 dias úteis. A partir daí, relaxamos um pouco. Queremos viajar no começo de janeiro e pensamos ser impossível o Consulado demorar mais do que isso para emitir nosso visto. Conversando com amigos também nos disseram que existe uma lei que diz que eles não podem manter seu passaporte por mais de 15 ou 20 dias. Pois bem, melhor para nós.

Essa semana, algumas pessoas que já estão com o passaporte há uma semana ou mais no Consulado, receberam a ligação da Maura dizendo que os vistos estavam prontos. Ficamos apreensivos, já que nossos passaportes fizeram uma semana lá na terça-feira agora. Esperamos, esperamos e resolvemos ligar hoje de manhã. A Maura respondeu dizendo que realmente ainda não tinham emitido nossos vistos, mas que estava tudo certinho e que semana que vem deveriam nos ligar perguntando se preferimos que enviem pelo correio ou se vamos busca-los pessoalmente. Vamos torçer! Boa sorte a todos nós!

Enquanto isso, muitos outros problemas a serem resolvidos.... ui! 3 commentaires:

samedi 13 novembre 2010

Quebec Experience Class - nova maneira de ser um residente permanente!

Tô besta! Esse processo novo que andam falando no Orkut parece ser realmente muito bom e muito, muito mais rápido. Uma das primeiras timelines do processo foi mais ou menos assim:

12 de junho : formatura em uma universidade do Quebec

22 de junho : recebimento do CSQ após remessa do certificado de conclusão

12 de julho : envio dos atestados de antecedentes criminais

22 de setembro : solicitação dos exames médicos

5 de novembro : solicitação do passaporte, finalização do processo

Sério, fiquei besta. Ainda bem que meu processo já está nas últimas, senão eu ia largar tudo para fazer o mesmo que muita gente fez quando eu ainda iniciava o processo de imigração: ir ao Quebec com o visto de estudante.
Claro que precisa-se de um dinheiro imediato maior para isso e com o visto de estudante não se pode trabalhar no Quebec, apenas dentro da sua instituição de ensino, se não me engano. De qualquer maneira, aqueles que estiverem se formando no Quebec em um mestrado, doutorado, bacharelado ou qualquer curso no qual você tenha estudado por 2 anos ou mais e que tenha obtido um diploma NO QUEBEC.
Segundo, o pessoal do Orkut, esse tipo de processo se aplica aos:
"1 - Estudantes estrangeiros podem candidatar-se a este programa se tiverem obtido um diploma ou certificado de uma instituição reconhecida pelo Ministério da Imigração do Quebec, tenham estudado no Quebec pelo menos, 1,800 horas (dois anos) num college ou universidade e, caso os seus estudos não tenham sido concluídos em francês, demonstrarem que tenham concluído com êxito um curso de francês através de uma instituição em Québec;

2 - Trabalhadores temporários estrangeiros no Québec serão elegíveis para apresentar uma candidatura a este programa se tiverem 12 meses de experiência de trabalho no Québec nos 24 meses anteriores à aplicação ou estiverem empregados com work permit válido em Québec durante a sua aplicação, e demonstrarem que tenham concluído com êxito um curso de francês através de um centro de treinamento ou que tenham passado um exame oficial de língua francesa (TEF)."

Lembrando que o processo é somente válido aos que estudaram ou trabalharam legalmente no Quebec.
Cariocamente falando: IRADO! Mesmo não me encaixando nesses requisitos, adorei saber do QEC, uma iniciativa muito bacana para quem tem grana para ir como estudante e depois gosta do lugar e quer ficar. O melhor é que é o processo mais rápido atualmente. Tenho certeza de que isso vai mudar muito os números dos estudantes estrangeiros no Quebec.
Ponto para o governo Quebeco!
Links:
http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/en/immigrate-settle/students/stay-quebec/application-csq/index.html

http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=18900632&tid=5443754705613440503&na=1&nst=1
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=834601&tid=5538190552433113051&start=1
Aucun commentaire:

dimanche 7 novembre 2010

Currículo Quebeco

Aos futuros imigrantes que ainda não sabem, não basta apenas traduzir o seu currículo brasileiro para o francês para entrar no mercado de trabalho do Quebec. A província tem um modelo próprio a ser seguido.

É difícil falar sobre isso porque não temos uma profissão muito normal. No design as coisas são bem diferentes quando procuramos emprego. Primeiro que precisamos de um portfólio. O ideal é ter um online em inglês (língua universal) e um portfolio físico (se você é designer gráfico) sem nada escrito, só com imagens (assim o portfólio torna-se comum a todas as línguas, depende de como você vai apresentar cada trabalho oralmente) para levar nas entrevisas. Além disso temos o currículo, que é o primeiro passo para se "mostrar" ao mercado de trabalho. No caso do Quebec, é legal ter um currículo em francês  e um em inglês, caso a empresa seja anglófona.

Como designer, nós já temos uma preocupação maior com a apresentação do nosso trabalho e a estética do nosso currículo. Sabemos que o ideal é manter uma letra legível mesmo que impressa (com no mínimo 10pt de corpo) e uma diagramação boa, com um bom espaçamento entre as linhas (mais ou menos 1,5). Se você não tem idéia de como uma diagramação pode ser boa, pense que é muito importante remeter hierarquias no seu currículo. Por exemplo, como você vai separar suas informações? A melhor coisa é ter uma ordem do emprego mais recente ao mais antigo, escolher uma letra maior ou mais pesada (em negrito) para os nomes dos empregos, separar com parágrafos as informações mais distintas, etc.

Eu até gostaria de deixar meu currículo aqui como modelo, mas por motivos de privacidade, prefiro não fazer isso, espero que entendam.

Ok, um currículo deve ter um mínimo de páginas também, no maaaaximo dos máximos 3, incluindo a sua carta de apresentação, na qual você deve escrever rapidamente sobre você, se apresentando à empresa e dizendo porque você deveria ser escolhido para trabalhar lá. Isso é bem dificil para mim. Falar de mim mesma e principalmente ressaltar minhas qualidades é estranho. Mas, é preciso. Mostre às outras pessoas também, principalmente pessoas do mesmo meio profissional, para que possam criticar e para que você melhore cada vez mais sua forma de se apresentar.

Outra dica legal é direcionar o seu currículo (e portfólio, se for o caso) para a vaga que você está aplicando. Por exemplo, se eu for tentar um emprego em uma revista, devo colocar meu trabalho de diagramação e impressos, ou seja, os que cheguem mais próximo do que eu penso que farei naquela vaga. Assim como a carta de apresentação, que deve ser direcionada para fazer com que você pareça perfeito para a vaga (claro, sem mentiras ou exageros!).

Voltando a hierarquia e organização do seu currículo, existem 3 maneiras mais conhecidas de organizar as informações: cronológico, funcional ou misto. As informações mais detalhadas abaixo foram retiradas do blog Che Nous Au Quebec e, acho eu, são fundamentais.

"CV Cronológico
O CV cronológico apresenta as experiências de trabalho adquiridas dentro de uma mesma área de atividade. Você deve enumerar os empregos que ocupou segundo a ordem cronológica inversa, isto é, começando pelo mais recente.
O CV cronológico é aconselhado se:
· Você deseja um emprego dentro da mesma área;
· Se sua experiência de trabalho ou sua formação tem certa evolução.
Modelo de CV cronológico


CV Funcional
O CV funcional permite destacar suas competências mais do que suas experiências de trabalho. Você deve descrever suas competências começando por aquelas que têm ligação com o emprego pretendido.
O CV funcional é aconselhado se:
· Você tem pouca experiência ou nenhuma – o que é o caso de todo imigrante: não existe experiência profissional canadense;
· Você teve muitas funções, mas não existe ligação entre elas;
· Você deseja mencionar talentos jamais usados em seus empregos anteriores.
Modelo de CV funcional


CV Misto
O CV misto (mixte) é o mais usado. Ele apresenta tanto suas experiências profissionais quanto suas competências agrupadas em ordem cronológica.
O CV misto é aconselhável se:
· Você freqüentemente muda de função ou emprego;
· Você tem muita experiência num domínio, mas trabalhou para muitos empregadores.
Modelo de CV Misto"


No mesmo blog, eles colocam a opção de CV eletrônico, mas acho que hoje em dia, a melhor versão deste é o LinkedIn. Se você ainda não conhece, o LinkedIn é um site de relacionamentos voltado para o lado profissional e não pessoal, como o Facebook por exemplo. O legal dele é que você introduz seus dados e informações em formulários e ele mesmo monta o seu currículo. Você só vai preenchendo. Outra coisa boa é que você pode formar uma rede de amigos/colegas de trabalho, formando uma rede de relacionamentos profissionais, com pessoas que poderão te recomendar e ajudar a encontrar um novo emprego. É muito fácil de usar e muito legal de ser enviado junto com seu currículo, assim o empregador pode ver mais sobre você, os grupos dos quais você faz parte, seus amigos, etc. Muito legal, vale a pena.


Para os designers:

No caso dos designers gráficos, é legal também fazer um cartão de visitas com seu site-portfólio e seu e-mail (já que você vai chegar em um lugar novo e ainda não sabe seu telefone e endereço de lá). O cartão deve ter a ver com você e mostrar um "aperitivo" do seu trabalho. Se você é da área de impressos, é bom que escolha bem o papel e a forma de impressão, que já vão introduzir às pessoas o seu gosto pessoal.

Para os designers que querem fazer um portfólio online, existem vários tipos de sites que oferecem isso. Eu estou fazendo o meu (ainda não está pronto, quando estiver, coloco aqui no blog) através do Cargo Collective. Mas também são bons o Indexhibit e o Carbonmade (este último, o mais fácil de fazer). É legal você ver qual tem mais a ver com você e qual será mais prático e fácil para que você atualize. Eu achei o Indexhibit muito difícil de trabalhar e o Carbonmade muito comum. Acho que o mais importante em um portfolio é você sair dos modelos que te dão, quanto mais incomum for o seu site, mais ele irá aparecer pessoal e diferente. E bacana também comprar um domínio com o seu nome para parecer mais pessoal. O que eu fiz também foi pegar um modelo já pré-definido do Cargo e modifica-lo até que fique do jeitinho que eu quero. Dá trabalho, mas tenho certeza que isso vai retornar de uma forma muito boa (como um bom emprego), eu espero!



Links: http://chezlesprest.blogspot.com/2008/07/ol-pessoal-bom-dia-aps-alguns-dias-fora.html
http://emploiquebec.net/Guide/fr/accueil.htm

1 commentaire:

vendredi 5 novembre 2010

Intensivão futuro imigrante - Parte 2

Depois de conhecer os tipos de processos pelos quais você poderá chegar ao Canadá como skilled worker, decidir que é realmente isso que você quer (tem querer muito) e ter certeza que já tem as qualificações pedidas, é hora de dar entrada no seu processo.

No meu caso, eu sabia que queria imigrar e tinha consciência de que não sabia francês o suficiente para me garantir na entrevista. Por isso, antes de entrar com o processo, fiz 1 ano de Aliança Francesa, um curso intensivo especializado a futuros imigrantes do Quebec. O governo Quebecois reembolsa a maior parte (até $1500,00) do curso de francês quando você chega no Quebec, se você fizer na Aliança. Depois de concluir o curso, enviei meu dossiê e fiquei tendo aulas com professor particular só de conversação.

Vou falar sobre o processo via Quebec, que foi o que eu fiz, pois não me sinto confortável em me aprofundar tanto no Federal. Para se inscrever no processo Quebeco, você precisa enviar um dossiê com milhões de documentos e formulários para o BIQ, em São Paulo. Se você é casado ou tem um cônjuge de fato, você pode aplicar como casal, o que torna o processo mais fácil e mais barato. Como casal, vocês pagam taxas menores do que se pagassem para os dois separadamente e podem concentrar a entrevista e a análise em cima de apenas um dos dois: o chamado requerente principal. O requerente principal será aquele que responderá a todas as perguntas na entrevista e que deverá atender a todos os requisitos do governo Quebecois. O cônjuge poderá obter menores pontuações. Já vi gente indo como cônjuge sem ser formado, falando pessimamente frances, etc. Mas... se você tem um namoro sério, não se anime! É preciso comprovar muito bem comprovado para o BIQ que vocês tem uma relação duradoura. Ou você é casado no papel e apresenta certidão de casamento (pode até ter casado no dia anterior, mas precisa da certidão) ou você mostra contas ou registros no nomes de ambos de um ano atrás que comprovem que moram juntos a essa data (a melhor coisa são contas de luz, água, etc de um ano atras em nome de ambos). E não adianta vir com esse papinho de Atestado de União Estável não porque eu já tentei e não deu certo. Hahaha.

O legal é você organizar isso de maneira fácil e separando os documentos. No nosso caso, compramos aqueles fichários que vem com zíper para fechar, sabe? O bom do fichário é que podemos ingluir saquinhos plasticos (aqueles que já vem com furinhos) para colocar os documentos, divisórias e papeis furadinhos.
Como nós enviamos um só dossiê para nós dois, pois achávamos que a União Estável era suficiente para provarmos que estamos juntos, os documentos foram separados primeiramente por pessoa (requerente principal e conjuge) através de divisórias. E depois, dentro de cada um, separamos por formulários e documentos. No final, os documentos que reunimos para enviar, foram:

- FOTOS DE IDENTIFICAÇÃO para cada um dos requerentes (a foto é tamanho passaporte. Algumas pessoas tiram com data e outras sem);
- CURRICULO de cada requerente (madamos em português mesmo, mas levamos na entrevista já traduzido e na versão Quebequense. Para saber mais sobre isso, visite os sites que colocamos na nossa listinha de "trabalho", o Monster, por exemplo, ensina a fazer CVs);
- DIPLOMAS UNIVERSITÁRIOS;
- HISTÓRICOS OFICIAIS DA FACULDADE;
- CERTIFICADOS DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO;
- HISTÓRICO ESCOLAR (vamos colocar da escola toda, Ensinos Médio e Fundamental, por via das dúvidas, não custa nada);
- CÓPIAS DAS CARTEIRAS DE TRABALHO de ambos os requerentes (das páginas de identificação e das comprovações de trabalho);
- COMPROVANTES DE ESTÁGIOS, MONITORIAS E FREELAS (para os trabalhos que não foram comprovados na carteira de trabalho);
- CERTIFICADOS DE NIVEL LINGUISTICO (atestados e diplomas de escolas de francês ou atestados assinados por professores particulares de francês, depende do caso. É legal também, se você puder, fazer um teste de conhecimento linguistico, tipo TCF Quebec, pois já alguns casos de pessoas com profissões em demanda que receberam o CSQ sem entrevista por terem enviado o teste);
- CERTIDÕES DE NASCIMENTO;
- CERTIDÃO DE CASAMENTO OU COMPROVANTE DE UNIÃO ESTÁVEL;
- CÓPIA DAS PÁGINAS IMPORTANTES DE IDENTIFICAÇÃO E VISTOS VÁLIDOS DOS PASSAPORTES (O importante aqui é que, para dar entrada no seu dossiê, você tem que ter um passaporte válido por pelo menos um ano e a renovação do passaporte é meio chatinha, então, quem tiver que fazer, é melhor adiantar).

Os formulários foram:

- DEMANDE DE CERTIFICAT DE SÉLECTION (para os dois);
- CONTRATO RELATIVO A CAPACIDADE DE AUTONOMIA FINANCEIRA (foi a única comprovação financeira que eles nos pediram. Neste formulário você coloca a quantidade de dinheiro que acha que levará ao Quebec para se sustentar pelos 3 meses exigidos. Eles dão uma estimativa muito baixa, não lembro quanto nós colocamos, mas superamos a estimativa);
- FORMULÁRIO DE PAGAMENTO DAS TAXAS EXIGIDAS.

Lembrando que algumas coisas mudam dependendo se você for em casal ou separado.


Caso vocês tenham dúvidas mais detalhadas, podem procurar nos nossos tags aqui do lado o tag "dossiê", com posts que escrevemos na época que enviamos o nosso.

Depois do envio do dossiê com tudo isso para o Bureau d´Immigration du Quebec, você receberá uma correspondência pedindo mais documentos, caso precise, ou anunciando a abertura do seu processo e começo da análise do seu dossiê. Depois, você deve receber um e-mail marcando a data e local (normalmente é em uma capital mais próxima de onde você mora) da sua entrevista, quando você levará os documentos originais para que o entrevistador confira a veracidade do que você enviou e um projetinho de imigração. Esse será o nosso próximo post da série "Intensivão futuro imigrante", o tal do projetinho.

--------------------------------

Atualização do post:

Encontrei o índice do nosso dossiê, que enviamos ainda como casal:


I – Formulários:
- Demandé de Certificar de Sélection – Requerente Principal
- Demande de Certificat de Sélection – Cônjuge de Fato
- Annexe – Declaration du Conjoint de Fait

II – Pagamento das Taxas / Despesas Exigidas
- Formulário de Pagamento com Cartão de Crédito
- Currículo – Requerente Principal
- Currículo – Cônjuge de Fato

III – Estudos e Formação Acadêmica

Requerente Principal
- Diploma Universitário
- Histórico Escolar, Curso de Graduação
- Certificado de Conclusão do Ensino Médio
- Declaração de Conclusão do Ensino Médio
- Histórico Escolar do Ensino Médio e do Ensino Funamental

Cônjuge de Fato
- Diploma Universitário
- Histórico Escolar do Curso de Graduação
- Certificado de Admissão de Intercâmbio
- Certificado de Estudo de Intercâmbio - Histórico Escolar de Intercâmbio
- Visto de Estudante para a Finlândia
- Certificado de Conclusão do Ensino Médio
- Histórico Escolar do Ensino Médio e Fundamental

IV – Experiência Profissional


Requerente Principal - Cópia da Identificação da Carteira Profissional de Trabalho
- Comprovante de Salário – emprego mais rescente
- Cópias da Carteira de Trabalho – emprego mais rescente
- Declaração de Estágio 1
- Declaração de Estágio 2
- Termo de Compromisso de Monitoria 1
- Termo de Compromisso de Monitoria 2
- Comprovantes de Monitorias (Copias da Carteira de Trabalho)
- Comprovante de Experiência Profissional (Freela)

Cônjuge de Fato
- Cópia da Identificação da Carteira Profissional de Trabalho
- Comprovante de Salário 1
- Cópias da Carteira de Trabalho 1
- Comprovante de Experiência Profissional 2
- Comprovante de Experiência Profissional 3
- Comprovante de Experiência Profissional 4
- Comprovante de Experiência Profissional 5
- Comprovante de Experiência Profissional 6
- Termo de Compromisso de Monitoria
- Comprovante de Monitoria (Copia da Carteira de Trabalho)
- Comprovante de Experiência Profissional 7
- Comprovante de Participação em Projeto de Iniciação Científica
- Comprovante de Participação em Programa de Trabalho no Exterior
(Social Security Card e Visto J1 de Permissão de Trabalho Temporário para os EUA)
- Comprovante Prestação de Serviço Voluntário

VI – Capacidade de Autonomia Financeira
- Contrat Relatif à la capacité d’autonomie financiére

VII – Conhecimentos Linguísticos 
Requerente Principal
- Comprovante de Proficiência Linguística em Francês – Alliance Française
- Comprovante de Proficiência Linguística em Inglês – Ensino Médio e Cultura Inglesa

Cônjuge de Fato
- Comprovante de Proficiência Linguística em Francês – Carta da Professora Particular e Ensino Médio
- Comprovante de Proficiência Linguística em Inglês – IBEU e TOEFL
- Comprovante de Proficiência Linguística em Espanhol – CCAA
- Comprovante de Proficiência Linguística em Finlandês – Lapin Yliopisto

VIII – Documentos Estatuários
- Atestado de União Estável

Requerente Principal
- Certidão de Nascimento
- Cópia da Identificação do Passaporte

Cônjuge de fato
- Certidão de Nascimento
- Cópia da Identificação do Passaporte
- Cópia do Visto Válido para os EUA
- Cópia o Certificado de Dispensa Militar fzpufxwc. sexta feira preta uggs

Links:

http://jepartiraispourquebec.blogspot.com/2008/03/envio-do-dossier.html

http://partiulafora.blogspot.com/2008/10/documentos-dossi.html 2 commentaires:

jeudi 4 novembre 2010

Intensivão futuro imigrante - parte 1

Como nem me lembro mais do que escrevi no começo de processo, achei legal colocar um passo-a-passo intensivão aqui para os futuros imigrantes que querem começar seu processo.

Primeiro temos que entender que o processo de imigração muda sempre. De alguns anos pra cá, mudou pouco, somente alguns pequenos quesitos, mas andam dizendo por aí que em 2011 ele mudará legal. Bem, por via das dúvidas, deixo claro que todas as informações que colocarei aqui, são as que eu fiz na minha época de processo, ok? Cabe a cada um verificar nos sites oficiais se continua a mesma coisa. Os sites são:Bureau d'Immigration du QuebecConsulado Geral do Canadá
Então, eu pensava que existissem apenas 2 tipos de processos de imigração para o Canadá: via governo federal e via Quebec. Na verdade você não precisa estar indo morar no Quebec para fazer o processo pela província, claro que é mais ético que você vá para a parte francófona se for fazer esse processo ou para a anglófona se for fazer o processo federal. Mas um não elimina o outro. Explico. Tanto o processo federal como o de Quebec tem o mesmo fim: o visto canadense de residente permanente. Este, é emitido pelo Consulado Geral do Canadá e é aceito em todo o Canadá. Eu, por exemplo, fiz meu processo via Quebec e realmente vou para Montreal, mas poderia mudar de idéia e resolver ir para Vancouver. O contrário também se aplica, se você fez o processo via federal, poderá livremente morar no Quebec, se assim achar melhor. Essa atitude não é bem vista, por que em teoria, existe um processo para cada caso e cada parte do Canadá tem a sua demanda, logo, cada parte deve decidir se a pessoa está apta a residir ali ou não. Mas, como o Quebec não é um país, o visto deve ser canadense de qualquer maneira. Pesquisando para escrever este post, encontrei aqui informações que eu não sabia. Que, na verdade, existem 3 processos de imigração como trabalhador qualificado (skilled worker), os dois que citei acima e mais o processo por província, no qual você escolhe o lugar para o qual quer ir, mas esse eu realmente só soube agora, então não vou nem falar sobre, ok?
Primeiro passo para qualquer um dos processos é fazer o teste online para ter uma idéia se você está qualificado ou não. Aqui na coluna do lado tem um gifzinho para o teste online do processo via Quebec, caso vocês não saibam o endereço. Mas não se desesperem se não passarem de primeira no teste online. Você não vai ficar marcado com o BIQ ou com o Consulado, pois o teste é somente para o seu conhecimento e você pode fazer quantos quiser. Aliás, esse é o ideal, fazer vários testes mudando algumas coisas. Eu, por exemplo, não passei no meu primeiro teste. Depois, fiz tentativas com vários níveis de língua e descobri que precisava melhorar o meu francês que eu passaria. Essa primeira etapa é importante para você se localizar, saber se você se encaixa mesmo no perfil ou o que te falta para que se encaixe.
Vamos falar um pouco sobre os 2 tipos de processo que mais conheço.
Processo via governo federal:Como eu fiz o processo via Quebec, não sei muito sobre o processo via federal. Mas vou tentar falar o que sei. No federal, como se deduz que você vá morar na parte anglófona do Canadá, pede-se que você tenha um bom conhecimento de inglês (eles pedem que você envia o comprovante do IELTS junto com os docs de entrada), precisa ter dinheiro para se sustentar no país durante 6 meses e ter nos últimos 10 anos pelo menos 1 ano contínuo de experiência de trabalho remunerado em uma das profissões da lista deles, chamada NOC (National Occupation Classification). Na época que eu apliquei para o Quebec, me diziam também que esse processo era o mais longo, mas como hoje em dia o Consulado está demorando mais de 10 meses para o envio dos pedidos de exames médicos, fica difícil saber qual demora mais, depende muito de cada caso mesmo.Posso estar esquecendo de algo, mas acho que é isso.
Processo via Quebec:Para entrar com o processo, você precisa ser jovem (menos de 35 anos), ter curso superior completo, ter experiência de trabalho na sua área de pelo menos 2 anos (válido estágios), ter uma quantia em dinheiro para se sustentar durante 3 meses no Quebec e ter 150h de curso de francês (o que eles julgam um nível básico).
Lembrando que os dois processos funcionam com um sistema de pontuação. Os dados que citei acima são os básicos para se ter uma pontuação mínima e quase que obrigatórios, mas outras qualificações, como cursos, tempo de trabalho, se você é casado, se tem filhos, adicionam pontos ao seu perfil.

As maiores diferenças entre os dois são: a quantia de dinheiro que você tem que ter - no processo Federal é maior e dizem que você precisa comprovar também com extratos de conta, enquanto no via Quebec, você só precisa assinar um termo se comprometendo a ter o dinheiro -; a língua - no Federal deve-se apresentar um teste do IELTS de inglês e no via Quebec, como a entrevista é em francês, é só ter algum comprovante ou carta de cursos ou professores particulares-; a lista de profissões - no Federal, a sua profissão deve estar na lista do NOC, enquanto no no Quebec você pode se inscrever com qualquer profissão, desde que tenha experiência nela -; e o tempo - dizem que o Federal dura mais, mas hoje em dia já não sei qual é essa relação, talvez seja legal dar uma checada nas timelines do pessoal de cada processo.

Se depois de tudo ler tudo isso, checar os sites oficiais, conversar com a sua família, a sua decisão é mesmo sair do Brasil e morar no Canadá, se você escolheu fazer o programa via Quebec, então você vai gostar do parte 2 desse post! Tcharam! Não percam cenas do próximo capítulo! Hehehe.
Links:http://www.folhadocanada.com/2007/08/os-requisitos-para-o-processo-federal-de-imigracao-2.htmlhttp://pplano.blogspot.com/2005/09/resumo-do-nosso-processo.html 2 commentaires:

mercredi 3 novembre 2010

Cuidado!




Me senti na obrigação de deixar um aviso aqui no blog. Como todos sabem, começamos a procurar moradia em Montreal e achamos várias, lindas, maravilhosas, até estranhamos o baixo preço e tantas coisas inclusas.... opa! Alarme carioca desconfiando aí! Pois é, minha gente, se você acha que só no Brasil tem gente tentando te passar a perna, está muito enganado! Dos dois apartamentos que entramos em contato até agora, os dois eram falcatruas! E logo descobrimos que isso é um golpe comum no Quebec. Se algum proprietário vier com uma oferta surpreendentemente maravilhosa, se disser que não mora no Quebec, se não quiser enviar mais fotos do apartamento (ou se as fotos forem estranhas e poucas) e, principalmente, se pedir um adiantamento em dinheiro para que envie as chaves para você, PARE! Eu sei que essa última parte nem precisava ter dito, porque brasileiro nenhums eria capaz de fazer um depósito aleatório sem antes nem ter visto o apartamento direito, mas não custa nada avisar. Aucun commentaire:

Exames em TT!



Nossos em exames chegaram em TT! Eba! Pensamos que demoraria mais, já que nos disseram que o prazo máximo de entrega era de 5 dias úteis e, como estamos acostumados com os prazos do Consulado, achamos que até passaria da data. E fomos supreendidos, ora vejam só! O pacote chegou lá em 3 dias úteis!

Oba! Agora precisamos esperar que o pessoal de TT confirme com o Consulado de SP que os exames estão ok. Normalmente isso acontece entre 3 e 5 dias. Vamos acompanhando! =c) Aucun commentaire:
lojas que vendem uggs

codici promozionali ugg
ugg slippers clearance
rose uggs
ugg boutique en ligne

Tag: loja que vende mosquetão

Publicado em

Mosquetão e Mosquetões em aço galvanizado várias medidas e vários modelos

Mosquetão e mosquetões em aço galvanizado para diversas utilidades

Produto Nacional

Utilização: Diversos

Breve comentário: Produtos para as mais diversas finalidades e utilidades de altíssima durabilidade e resistência, não enferruja, não quebra com facilidade, um dos mais procurados no mercado.

Para saber mais clique aqui ou acesse www.maniademetal.com.br



Lojas Gringas que Entregam no Brasil

Oie!! Olha eu aqui de novo falando em comprar. Lá no post “Onde comprar roupa barata nos EUA” eu dei a dica das lojas físicas que existem por aqui que são ótimos destinos de compras pra quando você vier morar ou passear nos EUA. Mas agora, trouxe algumas lojas que você nem precisa tirar sua bundinha da cadeira aí no Brasil para comprar alguma coisa. SIM, são lojas americanas que entregam no Brasil <3

laptop

Miss A. – Tudo por U$ 1,00.

miss-a-tudo-1-dolar

Quando cheguei nos EUA fique sabendo dessa loja através de outras amigas au pairs que assim como eu gostam de pechinchar! Como eu coloquei ali no título, sim, a Miss A vende TUDO, todos os produtos, qualquer coisinha do site, por apenas 1 dólar. Ok, o dólar não tá barato, e seria uns 3 reais pra vocês, mas, ainda assim vale a pena. Minha amiga Cris do blog Clash Diamonds fez um post bem lindão sobre essa loja lá no blog dela. Clica aqui pra conferir.

Já adianto que : Os melhores produtos na maioria das vezes estão ‘out of stock’ e a qualidade é made in china. Mas quem não gosta de se encher de coisa que nem vai usar tanto assim, mas que é fofo/lindo/tá na moda ?

www. shopmissa.com

CHOiES

choies-site-compra-gringa-brasil

Não lembro onde ou como eu achei essa loja, mas eu amo! Sempre tem SALE rolando, e tipo, sale de verdade que vai de U$1.90 dólares até U$9.99. Dá pra fazer a festa. A loja conta com venda de roupa, sapatos, acessórios e até umas fofurinhas tipo porta moedas, lencinhos e maquiagem. Uma dica é comprar cabelo fake ou como dizem, mega hair!!! Tem vários modelos por 14 dólares.

www.choies.com

ROSEWE

rosewe-compra-online-brasil

Essa loja tem todo tipo de vestido que você possa imaginar no mundo! Sabe aquele vestido que lojas pequenas da sua cidade vendem e cobram o olho da cara !? Certamente compram nessa loja. Tá rolando promoção de várias peças de roupa e acessórios, e escolhi três produtinhos preferidos: Esse vestido Boho, esse biquini Triangle inspired e essa jaqueta de frio que TÁ MUITO BARATA e é linda <3

www.rosewe.com

Mini in the Box

mini-in-the-box-brasil-comprar

Essa é a loja mais fofinha de todos os tempos quando o assunto é comprar online. Na Mini in the Box você encontra várias coisas fofas de papelaria, escritório, para a cozinha e etc. Além de maquiagem, roupa e muuitas cases para celular! A loja tem versão português, o que deixa tudo mais fácil!

www.miniinthebox.com

Além desses citados acima que são meus preferidos também tem o AliExpress, Deal Extreme e a loja fofa Romwe!

Espero que tenham gostado, que tenha ajudado e que aproveitem!

Boas Compras =)

Beijo!

Comments

comments

5 Comentários

  1. Jessica
    21 jul 2015 / 21:00

    Queria saber se só pode efetuar c ompras nos devidos sites, se possuir cartão de crédito internacional? E muito obrigada pelo post, só conhecia o AliExpress e o Missa A ♡. Outra dúvida, seria: Qual sua relação com os sites citados, quer dizer, já comprou? Como foi a experiência? Demorou? Chegou em bom estado? Quais desses sites cobram frete?

  2. Michelle
    28 jul 2015 / 04:32

    Oii lindona!! Então..sim, infelizmente só pode fazer compra com cartão internacional. Já comprei sim, chegou tudo direitinho e eu amei! Os sites cobram frete..mas é um preço justo. Dá pra chamar as amigas e dividir o frete =)

  3. Beatriz Boechat
    5 dez 2015 / 19:13

    Oiee!! Então, queria saber se dá p fazer compras com cartão brasileiro também, e queria saber se esse site entrega em todos os lugares do Brasil. Bjss

  4. vando
    19 jan 2016 / 22:15

    Qual a chance de ser ou de não ser taxado pela alfândega?

  5. Ana Rodrigues
    26 fev 2016 / 17:16

    Questão de pura sorte. E evitar comprar coisas em lojas separadas ao mesmo tempo. Quanto mais encomendas chegam com seu nome ao mesmo tempo, maior a chance de eles taxarem todas! Digo isso porque já tive 5 de 6 encomendas minhas taxadas.